O Instituto Evangélico de Amparo (INEVAM), é uma Associação Cristã, fundada a mais de 44 anos, tem por objetivo ser uma entidade sem fins lucrativos de apoio a criança e o adolescente, sendo que nestes anos, o INEVAM passou por diversas transformações. Inicialmente, o INEVAM adotou o funcionamento no modelo centralizador, típico dos orfanatos da época, mais tarde, com o advento do ECA, descentralizou o atendimento passando a atuar no modelo de “casa-lar”, o que reduziu o número de crianças atendidas, mas permitiu a qualificação no atendimento, porem sem o apoio e com um custo muito elevado foi desativado em Junho de 2019. Mais recentemente, o INEVAM tem diversificado suas atividades atuando junto à comunidade, não mais abrigando crianças e adolescentes, mas atendendo aos alunos da rede pública de ensino no turno inverso ao da escola. Hoje o INEVAM realiza projetos sociais nas áreas da educação e cultura, buscando atender a comunidade em relação aos alunos da rede pública oferecendo o contra turno, além de aulas de música, aulas de informática, temos uma Biblioteca Comunitária, e uma ampla estrutura.

 

 

 

Antigo prédio do hospital de Sander

No ano de 1972 chegou a Três Coroas o missionário canadense Waldemar Erhard Hirch, que, ao ver o prédio abandonado do antigo hospital de Sander (já desocupado por muitos anos) viu a possibilidade de convertê-lo em um orfanato. Contatando os sócios remanescentes da Sociedade Hospitalar foi acertada a cedência gratuita das instalações para que ali se iniciasse o trabalho filantrópico. Foi então que, no dia 24 de novembro de 1973, se realizou a reunião de fundação do INEVAM (Instituto Evangélico de Amparo ao Menor), tendo como sócios fundadores os senhores Waldemar Erhard Hirch, Ivo Volkart, Armando Sturm, Ciro Peralta, Luiz Carlos Sturm, Luiz Claudio Wagner, Arno Keller, Arno Gutheil, Helberto Lauro Ruppenthal, Luiz Osmindo Sander, e das senhoras Rita Vanda Sturm e Gerda Willrich, para ser uma entidade de caráter assistencial, sem intuitos lucrativos e tendo como finalidade albergar crianças órfãs ou desamparadas sem distinção de sexo, cor ou credo religioso, educando-as sob os sãos princípios do evangelho de Jesus Cristo. No ano de 1999 o INEVAM recebeu a escritura definitiva das propriedades que hoje ocupa.

 

 

Primeira turma de crianças abrigadas no INEVAM

Nestes trinta e sete anos, o INEVAM passou por diversas transformações. Inicialmente, o INEVAM adotou o funcionamento no modelo centralizador, típico dos orfanatos da época, mais tarde, com o advento do ECA, descentralizou o atendimento passando a atuar no modelo de “casa-lar”, o que reduziu o número de crianças atendidas, mas permitiu a qualificação no atendimento. Mais recentemente, o INEVAM tem diversificado suas atividades atuando junto à comunidade, não só abrigando crianças e adolescentes, mas também atendendo aos alunos da rede pública de ensino no turno inverso ao da escola. Hoje o INEVAM realiza projetos sociais nas áreas da educação e cultura, nossas crianças fazem aulas de música, aulas de informática (parceria com a Styllu’s Informática), temos uma Biblioteca Comunitária em vias de implantação e o Projeto Cinevam (Parceria com a Fundação Maurício Sirotski Sobrinho), que ensina a crianças e adolescentes a arte de fazer cinema.